16.4 C
Londres
terça-feira, maio 24, 2022
CasaChamadasPesquisa: 32% dos japoneses desejam o cancelamento dos Jogos de Tóquio

Pesquisa: 32% dos japoneses desejam o cancelamento dos Jogos de Tóquio

Encontro:

Histórias relacionadas

Verifique as tendências da bolsa de valores para o 2º semestre

Verifique as tendências da bolsa de valores para o...

Vendas do Tesouro Direto tornam a superar resgates após cinco meses

Vendas do Tesouro Direto tornam a superar resgates após...

Vendas do comércio aumentam 6,1% no fim de semana da Black Friday

Vendas do comércio aumentam 6,1% no fim de semana...

Vendas de Carros têm Redução de 31% em julho

Vendas de Carros têm Redução de 31% em julho ...

Veja quais serviços do Detran-MT que podem ser feitos de forma on-line

Veja quais serviços do Detran-MT que podem ser feitos...

Levantamento da emissora NHK foi realizado de 11 a 13 de dezembro

Um terço dos cidadãos japoneses quer que a de Tóquio seja cancelada em meio a temores de que a chegada de estrangeiros possa causar um novo aumento nos casos de covid-19, mostrou uma pesquisa da emissora pública NHK nesta terça-feira (15).

O governo japonês e o Comitê Olímpico Internacional (COI) decidiram em março adiar a Olimpíada de 2020 por um ano, devido à pandemia do novo coronavírus. O evento agora está marcado agora para ocorrer de 23 de julho a 8 de agosto.

Mas conforme o Japão luta contra uma terceira onda de infecções, a pesquisa da NHK, conduzida de 11 a 13 de dezembro, mostrou que 32% dos entrevistados defendem que os Jogos sejam totalmente cancelados.

Apenas 27% disseram que o evento deveria prosseguir conforme o planejado, enquanto 31% preferem outro adiamento.

Reuters/Kin Kyung-Hoon/Direitos Reservados

De acordo com pesquisa da NHK em outubro, 40% disseram que a Olimpíada deveria ser realizada, com apenas 23% defendendo o cancelamento e 25% optando por mais adiamento.

Embora o Japão tenha evitado o grande número de infecções e mortes visto em muitos outros países, um recente ressurgimento de casos forçou o governo a reintroduzir medidas, como solicitar o fechamento de bares e restaurantes mais cedo.

O primeiro-ministro japonês, Yoshihide Suga, suspendeu na segunda-feira (14) um muito criticado programa de subsídio a viagens para ajudar a conter o número crescente de casos, à medida que seu índice de aprovação despenca sobre como lida com a pandemia.

Original de Agência Brasil


Tagged: , , ,

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.



 


 




Se inscrever

- Nunca perca uma história com notificações

- Obtenha acesso total ao nosso conteúdo premium

- Navegue gratuitamente em até 5 dispositivos ao mesmo tempo

Histórias mais recentes