16.7 C
Londres
quarta-feira, maio 25, 2022
CasaChamadasCovid-19: SP confirma 38 casos da variante de Manaus

Covid-19: SP confirma 38 casos da variante de Manaus

Encontro:

Histórias relacionadas

Verifique as tendências da bolsa de valores para o 2º semestre

Verifique as tendências da bolsa de valores para o...

Vendas do Tesouro Direto tornam a superar resgates após cinco meses

Vendas do Tesouro Direto tornam a superar resgates após...

Vendas do comércio aumentam 6,1% no fim de semana da Black Friday

Vendas do comércio aumentam 6,1% no fim de semana...

Vendas de Carros têm Redução de 31% em julho

Vendas de Carros têm Redução de 31% em julho ...

Veja quais serviços do Detran-MT que podem ser feitos de forma on-line

Veja quais serviços do Detran-MT que podem ser feitos...

 

Secretário da Saúde diz que situação é de guerra no estado

O secretário estadual da Saúde, Jean Gorinchteyn, informou hoje (5) que há 38 casos confirmados da variante P.1 do novo coronavírus em todo o estado de São Paulo. São casos autóctones, ou seja, não são importados, têm transmissão local. Essa variante, que surgiu em Manaus, pode ser mais transmissível e responsável pelo aumento descontrolado no número de novos casos de covid-19.

Segundo o secretário, um caso foi registrado na capital paulista, dez na cidade de Jaú, 12 em Araraquara, três em Lins, um em Pederneiras, quatro em Lençóis Paulista, dois em São José dos Campos, três em Bauru, um em Bocaína e um em Dois Córregos.

Além disso, o estado tem seis casos confirmados da variante do Reino Unido – cinco na capital paulista e um em Guarulhos. “São cepas já autóctones, ou seja, elas estão circulando na nossa população, e é exatamente por isso a velocidade de contaminação de uma pessoa para outra”, disse Gorinchteyn.

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (5), o secretário destacou que, a cada dois minutos, três pessoas são internadas no estado por causa do novo coronavírus. A situação atual da pandemia no estado de São Paulo alertou ele, é de guerra, mas diferente da que se costuma ver nos filmes.

“Estamos em guerra. Diferente das guerras que costumamos ver nos filmes, que nossas gerações não viveram, com tiros e bombas e mortos espalhados pelas ruas, nós temos isso nos hospitais. Essa realidade é vista por quem está na linha de frente, por aqueles que estão esperando para saber o que fazer na sua escolha de quem vai viver ou morrer; naqueles parentes que, sem poder visitar, do lado de fora, choram aguardando notícias – e muitos têm a triste notícia da perda dos seus familiares”, disse o secretário.

“Estamos na maior crise pandêmica do nosso país, com o maior número de mortos por dia. Isso é inadmissível. Temos que conter essa velocidade de expansão da pandemia”, advertiu Gorinchteyn.

Nesta semana, o estado de São Paulo bateu recordes do número de mortos registrados em um dia e também de pacientes internados em unidades de terapia intensiva (UTIs). A ocupação de leitos de UTI, que estava em 68% na semana passada, já está em 77% hoje.

Por causa disso, o governo paulista colocou todo o estado na Fase 1 – Vermelha do Plano São Paulo a partir de amanhã (6). Nessa fase, somente serviços considerados essenciais podem funcionar. A medida vale por 14 dias.

Original de Agência Brasil


Tagged: , , , , , , ,

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.



 


 



Se inscrever

- Nunca perca uma história com notificações

- Obtenha acesso total ao nosso conteúdo premium

- Navegue gratuitamente em até 5 dispositivos ao mesmo tempo

Histórias mais recentes