12.2 C
London
Friday, May 20, 2022
InícioChamadasCovid-19: São Paulo recebe 600 litros a granel da Vacina CoronaVac

Covid-19: São Paulo recebe 600 litros a granel da Vacina CoronaVac

Date:

Histórias relacionadas

Verifique as tendências da bolsa de valores para o 2º semestre

Verifique as tendências da bolsa de valores para o...

Vendas do Tesouro Direto tornam a superar resgates após cinco meses

Vendas do Tesouro Direto tornam a superar resgates após...

Vendas do comércio aumentam 6,1% no fim de semana da Black Friday

Vendas do comércio aumentam 6,1% no fim de semana...

Vendas de Carros têm Redução de 31% em julho

Vendas de Carros têm Redução de 31% em julho ...

Veja quais serviços do Detran-MT que podem ser feitos de forma on-line

Veja quais serviços do Detran-MT que podem ser feitos...

Material será usado na produção de 1 milhão de doses do imunizante

Chegou hoje (3) à capital paulista uma remessa com 600 litros a granel da vacina , desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan.

Essa quantidade equivale a 1 milhão de doses da vacina. Somada com a primeira remessa de doses prontas, o estado totaliza 1,12 milhão de doses. 

O acordo entre o governo do estado e a Sinovac prevê 46 milhões de doses para São Paulo, sendo 6 milhões já prontas para aplicação e 40 milhões em forma de matéria-prima para produção, envase e rotulagem em fábrica própria do Instituto Butantan.

Reuters/Siphiwe Sibeko/ Direitos Reservados

A vacina a granel foi acondicionada em três embalagens de 200 litros cada, colocados em um equipamento refrigerado a temperaturas de 2 ºC a 8 ºC. A matéria-prima será envasada pelo Butantan em frascos multidoses, conforme a configuração utilizada nas campanhas de vacinação do Programa Nacional de Imunizações (PNI).

O processo de envase desta primeira remessa de insumos deve levar de quatro a sete dias e envolverá, diretamente, cerca de 40 colaboradores do Butantan. A produção será ininterrupta.

A previsão é a de que outras remessas cheguem a São Paulo nas próximas semanas, mas a vacinação deve ocorrer após a comprovação da eficácia com a conclusão da terceira fase dos estudos clínicos e aprovação e registro pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O resultado de eficácia deve ser anunciado na primeira quinzena de dezembro.

Original de Agência Brasil


Tagged: , , , , , ,

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.



 


 



Se inscrever

- Nunca perca uma história com notificações

- Obtenha acesso total ao nosso conteúdo premium

- Navegue gratuitamente em até 5 dispositivos ao mesmo tempo

Histórias mais recentes