Dicas: como estimular o ensino de inglês para crianças enquanto as aulas não retornam

Para quem tem pequenas, a rotina tem sido um pouco mais tumultuada durante a pandemia, já que é preciso conciliar todas as tarefas do lar, o trabalho e a falta de opções de para os pequenos, que necessitam de muita atenção e disponibilidade para gastar toda a energia comum dessa fase da vida. Agora, mais adaptados à quarentena e ainda sem previsão de retorno das atividades escolares, implementar algumas práticas dentro de casa podem vir bem a calhar para ajudar no desenvolvimento dos filhos.

Quem traz as dicas sobre o assunto é a Sylvia de Moraes Barros, CEO da The Kids Club, rede de ensino de para crianças de 18 meses a 12 anos.

Para a profissional, é importante lembrar que vivemos um momento sem precedentes e é normal que pais e tutores se sintam, muitas vezes, perdidos com tantas cobranças. Nessas horas, a calma é o melhor direcionamento.

“Praticar  inglês dentro de casa deve ser visto como uma forma de se divertir e não uma obrigação. Por isso, é importante estimular que a criança fale o que ela se sentir confortável e que seja prazeroso. Aos pais, lembro que sua função não é de ser professor ou ensinar, portanto, não se cobre. A sugestão é que você, que fala inglês e quer ajudar seu filho, apenas seja um facilitador, e que proporcione um ambiente ou uma situação onde seu filho pode sentir-se confortável em falar inglês”, explica. Confira abaixo.

Use expressões e nomeie objetos do dia a dia

A ideia é que a criança tenha a prática de ouvir inglês em um contexto, mesmo com coisas bem simples do dia a dia, como good morningthank youplease.

Use as palavras que você sabe sempre dentro de um contexto real.

Vale também inserir palavras que fazem sentido na rotina, ações que seu filho faz todos os dias, como escovar os dentes, lavar as mãos, tomar banho, almoçar, etc.

Outra ideia é usar objetos que se tem , como o nome das frutas, dos utensílios de cozinha, (prato, talheres, copos) de móveis ou peças de roupa.

Vale lembrar que nossa sugestão é que você fale as palavras para seu filho ouvir, mostrando o objeto, e que você não use tradução.

Evite perguntar também “como se fala __ em inglês?”, pois isso força a criança a traduzir, e não é o que queremos.

É mais importante compreender o que está sendo dito do que repetir algo que ela não sabe o que é.

Colocar vídeos e desenhos animados

Assistir desenhos animados e vídeos no youtube em inglês, sem legenda em português, é uma excelente forma de distraí-los e, ao mesmo tempo, aproximá-los do inglês.

A dica vale para adultos, inclusive, que querem melhorar a fluência. 

Recomendo que o responsável assista junto e que vá “checando” se a criança está compreendendo a história, fazendo algumas perguntas ou comentários, e tomando cuidado para não pedir que ela traduza, apenas que explique do seu jeito o que entendeu. É um exercício muito saudável.

Ouvir músicas em inglês

Essa é outra dica que também pode ser incorporada aos dos adultos, já que a música é uma ferramenta poderosa para memorização.

Estimule e, por que não, cante e se divirta com a criança.

Brincar de karaokê é uma opção que envolve toda a e uma ótima maneira de praticar a pronúncia e entonação.

Procure descobrir com seu filho o que a música diz, para poder aliar a prática da pronúncia das palavras com o significado.

Outra dica é inventar um gesto para cada frase, conforme o que a música diz.

Muitas músicas infantis contam uma história, ou propõe um movimento.

Bolar uma coreografia com esses gestos faz a música ter significado, ajuda a criança a entender o que ela está cantando e ainda pode ser muito divertido!

The Kids Club é uma rede de franquias especializada no ensino de inglês para crianças a partir de 18 meses

Tagged: , , , , , , , ,

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.