SE: Cresce mais de 80% o número de apreensões de munições ilegais durante o isolamento social

O trabalho policial de combate à criminalidade segue normalmente em todo o estado.

Diariamente, equipes da Polícia Militar estão realizando abordagens que visam a manutenção da segurança pública da população sergipana.

Desse modo, durante o isolamento social, medida adotada no combate à Covid-19, o Comando do Policiamento Militar da Capital (CPMC) registrou um aumento de 6,67% nas apreensões de e de 82,59% nas de munições em comparativo ao mesmo período do ano passado, que compreende um intervalo de tempo que vai de 11 de março a 10 de maio.
 
As áreas de atuação do CPMC compreendem a capital Aracaju e os municípios de Nossa Senhora do Socorro, São Cristóvão, Barra dos Coqueiros, Itaporanga D’Ajuda, Laranjeiras, Divina Pastora, Riachuelo, Maruim e Santo Amaro das Brotas. Durante todo o ano de 2019, foram 238 armas apreendidas.

Enquanto que, nos primeiros cinco meses de 2020, esse número já é de 202 armamentos ilegais retirados de circulação das ruas do estado.

No tocante às munições, no ano anterior foram 882 unidades; já neste ano a quantidade apreendida desse material já somou 1.161 unidades.

Dentre os armamentos apreendidos, estão revólveres, pistolas e armas longas.

Fonte: se.gov


O comandante do policiamento militar da capital, coronel José Moura Neto, explicou as ações que a Polícia Militar tem adotado, mesmo diante do avanço da da Covid-19 no estado.

“A Polícia Militar se mantém forte com operações diárias, inclusive aumentou o número de policiais nas ruas com o efetivo extraordinário. Hoje temos operações em várias áreas da Grande Aracaju, também dando apoio aos decretos governamentais com relação à desobediência. Aumentamos o número de abordagens e, consequentemente, as apreensões de armas vem naturalmente”, destacou.
 
Uma das ações policiais que resulta nas apreensões de armas de fogo e de munições é a prisão de suspeitos de de drogas, conforme detalhou o coronel.

“Fizemos prisões de traficantes de drogas, e as apreensões de armas muitas vezes estão ligadas ao tráfico. Praticamente todos os traficantes presos em flagrante tinham alguma arma de fogo envolvida. E nós temos tido muito êxito nessas operações, os números demonstram, já são mais de 200 armas de fogo apreendidas de janeiro até hoje, armas nas mãos de criminosos que poderiam ser usadas contra a vida de cidadãos de bem. O nosso trabalho continua e ainda mais intenso principalmente no fim de semana e à noite”, ressaltou.

Fonte: se.gov

Tagged: , , , , , ,

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.