Número de cidades com mortes em São Paulo sobe 1.100% em 40 dias

Total de doentes dobra em 11 dias no interior e litoral; previsão é de que estado atinja 100 mil casos de COVID-19 até fim de maio

O Governo do Estado fez um alerta nesta terça-feira (12) sobre a expansão crítica de infecções e mortes pelo novo coronavírus em . O número de cidades com casos de óbitos por COVID-19 subiu 1.100% em 40 dias e já são 177 municípios com vítimas fatais da doença. No interior e litoral, o número de pacientes contaminados praticamente dobrou em apenas 11 dias, chegando a 8.733 casos.

A rápida expansão do coronavírus nas regiões mais distantes da Grande São Paulo elevou o alerta das autoridades estaduais. Em um dos piores cenários, a contaminação deve atingir todos os 645 municípios paulistas até o fim de maio, com um número de infectados em torno de 100 mil pessoas.

“Há duas semanas, nós trouxemos um alerta para interior de que o crescimento estava se dando de forma muito acelerada. E hoje a realidade dispõe exatamente o que colocamos”, afirmou o Secretário de Desenvolvimento Regional de São Paulo, Marco Vinholi. “O número de casos dobrou ao longo dos últimos 11 dias no interior do estado. E são 177 as cidades que registram óbitos agora, 64% do território de São Paulo já têm casos de coronavírus”, completou.

Nas cidades do interior e litoral, o total de infectados passou de 4.389 em 30 de abril para 8.733 na última segunda-feira (11). No dia 1º de abril, eram 16 as cidades com mortes confirmadas por COVID-19, e agora são 177. No início da tarde desta terça (12), São Paulo registrava 47.711 casos confirmados de contaminação por coronavírus, com 3.949 mortes.

O presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, apresentou um panorama da epidemia no mundo e o atual estágio do Brasil, que até o início da tarde desta terça-feira (12) tinha 168 mil casos, 11.519 mortes. “E isso [a evolução dos casos no país] mostra, sem dúvida nenhuma, a importância do Brasil como centro da epidemia, com o um dos centros da epidemia, e que poderá se tornar, sim, essa marcha, se não for invertida, talvez um dos epicentros mundiais”, afirmou.

Casos fatais

Proporcionalmente, os casos fatais de infecção por coronavírus também estão subindo mais rapidamente no interior e litoral. Na Grande São Paulo, que abrange a capital e toda a Região Metropolitana, o total de mortes subiu 63% entre os dias 30 de abril e 11 de maio, passando de 2.014 para 3.183. Nos demais municípios, o aumento de mortes no mesmo período chegou a 68%, passando de 361 para 526.

“O número de mortos pelo coronavírus no interior de São Paulo já representa a 57% de todas as vítimas fatais da Argentina”, destacou o Secretário de Desenvolvimento Regional.

“Todas as cidades com mais de 70 mil habitantes já têm registro de coronavírus, que também tem avançado para as cidades menores. Demonstramos a alta preocupação e o alerta para o interior e todas as regiões em aceleração de casos. É fundamental que, neste momento, a gente possa seguir com as medidas de isolamento social”, finalizou Vinholi.

Tagged: , ,

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.